sistema de transmissao vantagens de ter mais marchas no veiculo

Sistema de transmissão: as vantagens de ter mais marchas

Ainda na Idade Média, já havia uma ideia da relação entre multiplicação do torque e o aumento da força da tração humana ou animal. Séculos e séculos mais tarde, a tecnologia por trás do sistema de transmissão de um veículo ganhou complexidade e importância, com benefícios nem sempre reconhecidos entre os usuários.

Até pouco tempo atrás, poderíamos dizer que adicionar mais marchas ao câmbio era algo reservado apenas aos carros de luxo, como motores mais potentes. No entanto, à medida que os anos avançam, a visão dos engenheiros sobre a tecnologia vem passando por constante mutação.

Agora, a prioridade é definir objetivos.

Automóveis feitos para a condução esportiva, de forma geral, são construídos privilegiando um número menor de possibilidades de troca.

Já aqueles que têm por meta entregar ao motorista suavidade e economia de combustível, ganham mais opções de troca de marcha.

Entendendo a relação entre sistema de transmissão e desempenho do carro

Ao subir uma escada, quanto mais altos e distantes os degraus forem, mais força uma pessoa precisa fazer para chegar no topo. 

Pense da mesma forma quando trata-se do sistema de transmissão de um veículo, relacionado ao aumento da sua velocidade.

As marchas são os facilitadores. Para não perder em rotação durante as trocas, fazê-las próximas umas das outras torna o trabalho do motor menos desgastante. É aí que há ganhos relacionados à suavidade e menor consumo.

Nestes casos, as trocas são quase imperceptíveis fisicamente pelos ocupantes do automóvel.

Quantos sistemas de transmissão existem?

Por vezes tratado como item secundário e pouco avaliado pelos consumidores, a verdade é que o sistema de transmissão é um dos mais importantes e necessários em um carro.

Diante dessa relevância, aos poucos, as montadoras estão colocando os holofotes na tecnologia que escolhem aplicar. Como consequência, os apaixonados por carro vêm selecionando a parte técnica com mais seriedade e atenção, até mesmo para ensinar aos leigos.

Geralmente, quando falamos em câmbio as primeiras palavras que vêm à memória são AUTOMÁTICO e MECÂNICO.

Todavia, existem mais três deles. Venha descobrir as diferenças!

1 | Sistema de transmissão: câmbio mecânico (ou manual)

No Brasil, ele é bastante comum por seu preço mais baixo. Sua simplicidade exige apenas um pedal para acionamento na embreagem.

Já nos carros esportivos, a transmissão manual é item de desejo, já que os condutores têm por propósito explorar a máxima performance do veículo.

2 | Câmbio automático

Sem dúvidas, uma opção escolhida pelo conforto que proporciona. 

Tecnicamente falando, o câmbio automático precisa de um conversor de torque para transferir a força do motor para as rodas. 

Uma curiosidade:

A história nos conta que esse tipo de transmissão foi desenvolvida em 1932 por dois engenheiros brasileiros – José Braz Araripe e Fernando Lehly Lemos.

3 | Sistema de transmissão automatizado, semiautomático ou sequencial

Projetos que não contemplam o câmbio totalmente automático, e que priorizam a máxima performance em modelos superesportivos, motocicletas e veículos pesados.

A tecnologia é composta por uma caixa mecânica inferior, que possui um dispositivo eletromecânico que aciona a embreagem e faz as trocas de modo automático.

4 | Transmissão CVT (Transmissão Contínua Variável)

É uma das mais populares do Japão. Parecida com a transmissão automática, sua diferença está nos materiais utilizados. Na anterior, visualizamos engrenagens em um eixo. Aqui, há uma correia de aço e duas polias que fazem a alternância de diâmetro.

Com uma variação contínua, as marchas tornam-se infinitas.

Os carros híbridos também costumam ganhar esse tipo de tecnologia.

5 | Câmbio automatizado de duas embreagens em um sistema de transmissão

Por fim, mas não menos importante, este câmbio permite trocas quase sem perda de giro do motor, o que traz suavidade e alto desempenho para o veículo.

Assemelha-se ao câmbio manual, porém, é muito mais rápido e totalmente controlado por computador.

Quer experimentar carros de alta performance e incomparáveis no mercado automotivo? Confira o New Tucson com transmissão Dual Clutch de 7 velocidades, e o ix35 com transmissão automática e silenciosa Shiftronic de 6 velocidades.

Esperamos por você na Geração Hyundai. Agende seu test drive e surpreenda-se!

Deixe um comentário!

comentários